O estudo a seguir foi realizado nos dias 16, 17, 21 e 22 de maio do ano corrente, com uma amostra de 800 entrevistas. A margem de erro é de 3,2% e o grau de confiabilidade é de 95%, o que significa dizer que, se fossem realizados 100 estudos com a mesma metodologia, em 95 os resultados estariam dentro da margem de erro prevista.
Todos os entrevistados pertencem a uma base de dados, a priori, composta de advogados que estão em dia com sua anuidade na Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB-AM).
O questionário aplicado continha somente 03 (três) perguntas, sendo que a primeira quis medir a percepção de força que o entrevistado estava vendo na campanha, respondendo quais os 03 (três) nomes que ele considerava como favoritos a compor a lista sêxtupla.
A segunda pergunta pedia que apontasse, dentre os três indicados na pergunta 01, qual era o mais preparado tecnicamente para ser desembargador, e o último questionamento foi sobre qual candidato o participante da pesquisa considerava favorito a ser escolhido pelo governador.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *